08 março 2013

NOSSAS HEROÍNAS...


O nosso estado, que tem uma raiz axial tão profunda nas lutas por igualdade de gêneros não pode deixar que o tempo apague ou ofusque a história escrita por nossas potiguares, mulheres que tem no DNA o pioneirismo, assim como nossas conterrâneas, devemos fazer valer os direitos conquistados pelas lutas e vitórias.
Vou apresentar algumas mulheres potiguares que lutaram pela igualdade.
Clara Camarão, índia potiguar, que lutou bravamente contra os holandeses em Recife e Olinda,Pernambuco e em Porto Calvo, em Alagoas, liderou um grupo de guerreiras nativas, escrevendo seu nome na história como precursora do feminismo.

Nísia Floresta, mulher que não aceitou o jugo do seu marido, divorciou-se quebrando os tabus do seu tempo, voltou a se casar com o marido que escolhera, sendo isso uma ousadia para a época.Tornou-se escritora, lutou contra a escravidão e pela igualdade de gêneros enquanto viveu.
Celina Guimarães, foi a primeira mulher a ter  direito a voto, e consegui esse feito, tornando-se a primeira mulher a votar no Brasil exercendo a sua democracia.
Alzira Soriano, foi a primeira mulher a ser eleita para exercer um cargo executivo no Brasil e na América Latina, ela fi eleita prefeita da cidade Lages.
Cacilda Bessa, primeira mulher a exercer o cargo de Intendente Municipal, hoje o cargo de vereador, ela foi eleita com 745 votos, na cidade de Pau dos Ferros, o que a tornou a primeira vereadora da América Latina.
Ana Floriano, mulher de fibra que protagonizou momentos históricos na cidade de Mossoró, liderou com mais duas amigas, o Motim das Mulheres, e pôs a frente de um grupo de 300 mulheres, invadiram a casa do Juiz de Paz de Mossoró, Rio Grande do Norte, e rasgaram os documentos do sorteio para o recrutamento no Exército e na Armada.
Vilma de Faria, foi eleita a primeira deputada federal e depois foi eleita a primeira governadora do nosso estado.
Rosalba Ciarlini, se destacou sendo a primeira senadora do RN.
Everline Guerra, brava militante comunista que ocupou o cargo de vice prefeita de Natal.

Pela luta dessas bravas guerreiras do Rio Grande do Norte, temos conquistado muitos direitos, mas precisamos mais e mais conquistas.

Feliz dia 08 de março, feliz Dia Internacional da Mulher.