14 março 2013

DIA DA POESIA...

Entre aspas e espinhos

(...) Janduis terra de povo "valente".
 Valentia de guerreiro que luta pela vida, 
que faz poesia que tira rima tira sarro e dar risadas de suas trapalhadas. 
Janduis povo "valente", que vai a luta que perde o rumo mas não perde a sua majestade.
 Janduis povo "valente" na arte de viver de cantar de poetizar. 
Valente na arte de fazer doçuras. 
Valente na arte de sobreviver as loucuras entre aspas e espinhos da cultura (...)

Dênis Delquian



 
CASINHA DE TAIPA

Casinha de taipa
Feita de barro, areia, tijolos.
Tu és tão pobre, tão pequena, bela, modesta.
Casinha de taipa
Tão pequeninha que não tem espaço para eu dormir.
Mas me sinto feliz porque ela é minha.
Casinha de taipa me faz lembrar, sonhar
Me obriga a pensar numa vida melhor.

 JRhuann Poeta
 
Nesses Dias

A inveja dos tolos
Desumaniza a sociedade
E ainda mais quando se trata
Dum ser de capacidade.

O olhar negro
Quebra o ritmo da esperança
Transpassa o ódio em si
Quando o bom vem à lembrança.

No meu interior tem dessas coisas
Na sua frente se mostra prestativo
Na sua ausência
Se puder te enterra vivo.

Sigo a vida a caminhar
Faço o que sei fazer
Nesses dias iremos nos encontrar
E verás que sou o mesmo ser.

Janduís - 25/06/2005, 21h e 24min.
Autor: Lindemberg Bezerra



 

Vinha prosternar ao amor
Sempre deixando ser levado
Para o arco quase íris sem cores
No meio berrante do ardor

Na vírgula mal posta
Na exclamação nunca gritada
Na estória mal contada
Na qual não vale nada

Fazer acontecer
Viver e morrer!
Enganar o por quê?

Por fim querer vencer
A aflição do manifestar
No quase emanar da alma

Hilton Lira


Feliz dia da poesia a todos os poetas janduienses, que com alma escrevem seus pensamentos.
Daniel Joaquim Roberto
Valdécio Fernandes
Suely Felix
Cecília Meirelis
 Tiago Medeiros
Willy Kesly
Lázaro Roberto
Pablo Vinícius
Ceicinha Lima

Feliz dia, versos e pensamentos a todos os poetas de nossa terra!